One Piece End

RPG de One Piece em 3D&T Alpha
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 História de Cornelius van Dyke

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
van Dyke

avatar

Mensagens : 180
Data de inscrição : 01/04/2017

Ficha do personagem
Classe: Médico e Cientista Maluco
Poder de Luta: 1300

MensagemAssunto: História de Cornelius van Dyke   Sab Abr 01, 2017 4:24 pm

História do personagem: Cornelius nasceu no North Blue em uma ilha distante e fria chamada Polaris Point. A ilha era constantemente afetada por nevascas e a temperatura durante todo o ano era abaixo de zero, indo ao máximo, nos dias quentes, a 0 graus. Nessa ilha fria remota, quase que esquecida pelo mundo, as pessoas viviam de caça de baleia e eram espalhadas ao longo da grande ilha em pequenos vilarejos costeiros. Boa parte da mentalidade de Dyke vem da pacata vida que ele levava na ilha, não é do tipo aventureiro mas, na verdade, um homem que cresceu gostando de ficar no conforto de sua casa, no calor da lenha da sua fogueira bebendo um café quente ou chá. Ele aprendeu sua profissão de médico quase por obrigação, em um vilarejo tão isolado e pequeno dinheiro não tinha muito significado mas, ao menos, se esperava que cada jovem em idade começasse a ajudar a comunidade com uma função. Ou ele se tornava um pescador ou baleeiro ou , para seguir seu habito caseiro, seguia a carreira de curandeiro para substituir futuramente o seu novo mestre de oficio.

Ele aprendeu tudo que podia com o seu mestre, inclusive, livros que vieram do exterior e estavam com este foram transferidos para sua casa após sua morte, assim como Cornelius não cessou de buscar novos conhecimentos do além mar. Obviamente , ele os importava sem sair de sua casa, de seu conforto. Cornelius seguia uma vida normal de civil até seus 20 e tantos anos, tinha uma casa, era conhecido, tinha uma esposa e uma vida boa. Seu estado de inércia não durou muito. Um vírus começou a se propagar pelo North Blue , principalmente nas ilhas mais ao norte e mais frias, o virus tinha uma facilidade de propagação através do vento e do clima frio. Cornelius primeiramente recebeu noticias do acontecido em outros povoados da ilha , inicialmente já começou a estudar e trocar mensagens com outros curandeiros e médicos de Polaris Point antes mesmo de surgir o primeiro doente em seu povoado. A doença se expandiu rapidamente, afetando até algumas ilhas vizinhas e também frias. Pelo isolamento e baixa população, Polaris Point foi isolada da ajuda externa e Cornelius começou a trabalhar em conjunto com outros médicos em uma cura. Pela primeira vez entrou em um barco, saiu de seu isolamento, viajou para outros povoados e trabalhou ativamente ao lado de outros médicos. Nada adiantou , a população adoecia e morria, os médicos começaram a ter o mesmo destino. Alguns fugiram , viajando e migrando. Cornelius ficou. Era o ultimo médico e o ultimo que continuava a procurar a cura então a esperança de muitos estavam depositada nele, inclusive a de ilhas vizinhas.

Em uma ultima instancia ele notou que sua esposa não tinha adoecido , nem mesmo ele, então começou a estudar sua alimentação. Não conseguiu nada. Estudou talvez a temperatura , o fogo , até o material usado para queimar e esquentar sua casa. Não conseguiu nada. Por fim ele foi além, na verdade com o pedido de sua própria esposa, ela queria ser uma cobaia. Ele foi contra mas acabou cedendo. Ele começou a fazer experimentos nela , talvez tentando induzir o vírus diretamente para ver como ele se comportava no corpo de sua mulher e por incrível que pareça o vírus foi eliminado pelos anticorpos. Sua esposa era a fonte para a cura, Cornelius estava feliz e começou a trabalhar compulsivamente na cura, para isso precisava fazer uma bateria de experimentos em sua esposa e continuar a utilizar a mesma como cobaia. Rapidamente ele espalhou para todos que tinha conseguido a cura, como se contasse com a vitória antes da hora.

Após quase seis meses de trabalho , Cornelius conseguiu os resultados que queria mas , em contra partida, cego pelo progresso, sua esposa tinha adoecido , seu corpo estava mais fraco e cansado, tanto mentalmente quanto fisicamente. Era submetida a constantes estados de cirurgia. Ela não reclamava e estava sempre sorrindo , principalmente ao ver que ele estava feliz com o progresso. A esposa de Cornelius morreria no dia seguinte ao que ele tinha conseguido a cura. Ele tinha conseguido a cura e mesmo triste com o destino de sua amada ele continuou , começou a produzir amostras e a distribui-las entre a ilha e as ilhas vizinhas. A doença foi controlada mas junto a cura a noticia de que um médico em um ponto remoto do North Blue estava usando cobaias humanas também se espalhou. Ainda que meia verdade, era o suficiente para incitar suspeitas nas pessoas mais próximas. Cornelius ficou cada vez mais recluso em sua casa, em seu povoado que já estava desabitado, boa parte das pessoas morreram para a doença antes que ele conseguisse a cura, outras tantas fugiram, ninguém permaneceu. Sua fama de salvador foi engolida pelas histórias de ser um médico maluco, que captura pessoas e faz testes malucos nela. O homem tão frio que matou sua própria mulher pela ciência. Tão frio que merecia morar onde morava. Ele mal se alimentava, e mal saía de casa, sozinho, passou a ter um certo respeito pelas mulheres, quase que divino, era impossível olhar para uma e não lembrar do que fez, por isso mal chegava perto.

Ele havia voltado ao seu ponto de inércia. Parado por anos em uma vida pacata e sem sentido.

Esse ponto de inércia seria quebrado de novo quando viu, em um dos manuscritos de seu mestre, estudos sobre um tabu na medicina. Trazer de volta a vida alguém já morto, algo que seu mestre havia estudado por quase toda a vida sem sequer progredir um pouco, mesmo com escritos e livros de outros que tentaram, sem conseguir nenhum progresso, e esses com manuscritos de médicos anteriores a eles, em uma cadeia de estudos sem fim, quase que impossível. Anos a luz para a medicina de seus tempos, e ainda anos luz a frente da medicina da época de Cornelius. Ele decidiu guardar o corpo de sua esposa ali, naquele vilarejo frio e sem ninguém, e sozinho partiu em busca de seu objetivo. Ele queria reviver sua amada.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Admin
avatar

Mensagens : 1416
Data de inscrição : 28/03/2017

MensagemAssunto: Re: História de Cornelius van Dyke   Sab Abr 01, 2017 7:33 pm

Excelente, aceito
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://onepiece-end.forumeiros.com
 
História de Cornelius van Dyke
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Atormentada - A História de uma garota em desespero
» Como criar uma Boa História
» Diálogo em uma história narrada em primeira pessoa
» GEHENNA: A HISTÓRIA REAL
» A Triste História da Goiaba

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
One Piece End :: Início :: Inscrições (Fichas)-
Ir para: